Como classificar as variáveis no SPSS

Definir as variáveis no SPSS, a partir das perguntas dum inquérito, nem sempre é fácil. Embora algumas sejam mais difíceis do que outras, se somos caloiros neste programa de estatística temos a tendência a complicar ou a desvalorizar o correcto preenchimento da folha do SPSS.

Tomemos como exemplo a seguinte folha de rosto dum inquérito:

1. Idade: _________2. Género:

  1. Masculino
  2. Feminino

3. Estado Civil:

  1. Solteiro
  2. Casado ou a viver em união de facto
  3. Divorciado ou separado
  4. Viúvo

4. Habilitações literárias

  1. Até ao 4º ano
  2. Até ao 6º ano
  3. Até ao 9º ano
  4. Até ao 12º ano
  5. Ensino superior

5. Rendimentos familiares

  1. Até 500€
  2. Entre 501€ e 1000€
  3. Entre 1001€ e 2000€
  4. Entre 2001€ e 3000
  5. Entre 3001€ e 4000€
  6. Entre 4001€ e 4500€
  7. Mais de 4500€

As anteriores perguntas da página de rosto dum inquérito, que habitualmente servem para descrever a amostra utilizada no estudo e nomeadas variáveis sociodemográficas, assumem os seguintes tipos e medidas no SPSS.

Pergunta

Tipo de variável

SPSS

 

 

Type

Measure

Idade

 Quantitativa

Numeric

Scale

Género

Qualitativa

Numeric

Nominal

Estado civil

Qualitativa

Numeric

Nominal

Habilitações literárias

Qualitativa

Numeric

Ordinal

Rendimentos

Qualitativa

Numeric

Ordinal

Existem dois tipos de variáveis: qualitativas ou categóricas e quantitativas.

As variáveis qualitativas indicam uma qualidade, presente ou ausente, e cada uma das categorias é mutuamente exclusiva e exaustiva. Ou seja, se um indivíduo pertence a uma das categorias não poderá pertencer a outra e uma das categorias qualifica exaustivamente aquele indivíduo. Este tipo de variável pode apresentar-se numa escala nominal ou ordinal.

Um exemplo duma variável nominal é o género: ou se é do sexo masculino ou do sexo feminino (as categorias são mutuamente exclusivas) e uma das categorias qualifica exaustivamente o indivíduo. Podem utilizar-se números para identificar as categorias duma medida. Por este motivo a variável assume um tipo numérico (Type=numeric): “0” para masculino e “1” para feminino. No caso da variável estado civil, as categorias podem assumir os seguintes valores: “1”= solteiro; “2”=casado; “3”=divorciado; “4”= viúvo. A utilização de números facilita a introdução dos dados no SPSS, poupando tempo e esforço.

Numa variável ordinal, para além de serem mutuamente exclusivas e exaustivas, as categorias indicam uma ordem de magnitude. A variável habilitações literárias é um bom exemplo. Identificando as categorias com números, teremos: “1”= 4º ano; “2”=9º ano; “3”=12º ano; “4”= curso profissional; “5”= ensino superior. Sabemos que um indivíduo da categoria 2 apresenta-se numa ordem superior a outro da categoria 1. Não significa, no entanto, que o valor  2 seja o dobro do valor 1; assim como não significa que a diferença entre as categorias 2 e a 3 seja igual à diferença entre as categorias 4 e 5.

As variáveis quantitativas têm as propriedades das variáveis qualitativas e, adicionalmente, permitem medir a diferença entre valores. Ou seja, a diferença entre uma medição do valor 8 e o 10 é igual à diferença entre o valor 100 e o valor 102, e esta diferença é igual em qualquer ponto da escala. Estas variáveis podem apresentar-se numa escala intervalar ou de razão. Em qualquer dos casos, no SPSS são consideradas medidas de escala (measure=scale) e são sempre introduzidas com valor numérico.

Um exemplo duma variável intervalar (ou de intervalos iguais) são os graus de temperatura em Celsius. Uma diferença de cinco valores é igual em qualquer ponto da escala, quer seja entre o 16 e o 21, quer seja entre o 36 e o 41. . Embora possa existir uma medição com um valor zero, este não significa ausência de calor e, como tal, o zero não é absoluto. Neste caso, o valor zero é apenas  um valor arbitrário e corresponde ao ponto da congelação da água.

Uma variável de razão é aquela em que existe um zero absoluto, para além de possuir todas as propriedades duma variável intervalar. É o caso da idade que, como já foi referido, é formatada como variável de escala (measure=scale).

145 thoughts on “Como classificar as variáveis no SPSS

  1. Gilberto Neves

    Não entendi porque que a variável “Rendimento” é qualitativa. Deveria ser quantitativa, pois refere aí ao montante em dinheiro.
    Aguardo uma resposta.

    Reply
    1. Teresa Post author

      Neste caso a resposta está em classes de rendimentos, tratando-se duma variável ordinal. As variáveis ordinais são qualitativas.

      Reply
    2. João Carlos Maia Falcão

      Olá bom dia. Preciso da v/ ajuda para tirar um pequena dúvida. Se eu divir a idade em classes (eg 21-25; 26-30; 31-35, etc…) poderei depois usá-la como quantititativa ou scale para fazer o teste de correlação de Pearson com outra variável quantitativa? Ou terei de fazer o teste de correlação de Spearman? Obrigado, João

      Reply
      1. Teresa Post author

        Quando divide a idade em classes deve criar uma nova variável. Ficará com duas variáveis idade: uma escala e a outra em classes.
        Em qualquer análise pode escolher qual a que pretende utilizar.

        Reply
  2. Gustavo Trindade Fagundes

    Tenho dúvida sobre como contabilizar os dados referente à uma pergunta com possibilidade de mais de uma resposta. Como por exemplo:

    . Qual o tipo de investimento realiza?
    -poupança
    -ações
    -títulos públicos

    Se puder me ajudar ficarei extremamente grato.

    Reply
    1. Teresa Post author

      Tem de criar várias variáveis:
      1-investimento_poupança
      2-investimento_ações
      3-investimento_títulos
      4-investimento_…

      Reply
  3. Mónica Figueira

    Boa tarde

    eu tenho uma duvida , se alguém me pudesse ajudar …

    eu tenho a variável “vote” que tem 1-sim
    2-não
    77-não respondeu
    99.não sabe
    a minha duvida é : Como é que eu retiro os dados de 77 e 99 ? o meu objectivo é ficar apenas com as respostas sim e não ! obrigada 😀

    Reply
    1. Teresa Post author

      Escolhe Data-Select cases. É aberta uma janela. No quadrado Select cases, carrega em If.
      Abre-se uma nova janela em que vai escolher a variável “vote” e, usando o teclado da janela, escreve <3.
      Carrega Continue e Ok.
      Esta condição vai apenas escolher os casos em que cada resposta é menor que 3, ou seja o 1-sim e o não-2.

      Reply
  4. Cesar

    Estado civil pode ser considerado variável qualitativa ordinal , pois segue uma ordem , o casado foi solteiro, o viúvo foi casado e assim por diante.

    Ok?

    Reply
    1. Teresa Post author

      Não. Um não tem valor superior ao outro. Trata-se de variáveis qualitativas e não quantitativas, como tal é considerada nominal.

      Reply
  5. Renata Gomes de Jesus

    Estou fazendo uma regressão entre 4 variáveis sendo que a variável dependente é a média das notas de uma disciplina. As variáveis dependentes são todas numéricas (escala de razão). O fato de a variável dependente ser contínua pode interferir no resultado? Devo transformá-la em uma variável de escala de razão também?

    Reply
    1. Teresa Post author

      Renata, no SPSS as variáveis são nominias, ordinais ou de escala. As ordinais podem ser consideradas variáveis de escala na regressão.

      Reply
  6. Elisete

    Estou a trabalhar com a base de dados filmes.sav
    A minha duvida é a variável ano de lançamento dos filmes (1994, 1980, 1889…) é nominal ou escalar? Obrigada

    Reply
  7. Glauber

    Teresa, não consigo encontrar a opção escala, somente nominal e ordinal, e não tou conseguindo rodar a estatística pq no campo que preciso – “tempo” (em análise de sobrevida) só me é permitido incluir variável numérica. Como fzr???

    Reply
    1. Teresa Post author

      Muito provavelmente a variável está marcada como uma variável string. Veja em Type e escolha a que lhe convém. Lembre-se que, depois de alterar o tipo de variável, pode perder os dados. Depois de alterar o type em Variable view confirme se os dados se mantêm no Data view.

      Reply
      1. Marta Silva

        Boa noite,
        elaborei um questionário no google docs e depois importei em formato excel para o Spss. Depois mudei em Type a variável para a que queria mas quando reparei os dados no data view tinham desaparecido… Como faço para alterar a variável sem perder os dados?
        Muito obrigado

        Reply
        1. Teresa Post author

          Não me lembro como resolvi esse problema. Uma forma, embora seja manual, é criar uma variável logo a seguir, com o type que pretende e copiar os dados todos da coluna e colar na nova variável. Talvez exista uma forma automática mas de momento não estou a lembrar-me

          Reply
  8. Linda Alexandre

    No meu questionário fiz estas duas perguntas, entre outras: Pratica de Exercício Físico *
    Sim
    Não

    Se Pratica, qual é o tempo diário?
    30 min
    1 h -2 h
    2 h – 3 h
    + de 3 h

    Como é que eu posso meter isto no SPSS ?

    Reply
    1. Teresa Post author

      Pratica desporto– Quando a resposta é Sim digita 1; quando a resposta é Não digita 0

      Se Pratica, qual é o tempo diário?
      Quando a resposta é 30 min digita 1
      Quando a resposta é Entre 1 h e 2 h =2
      Entre 2 h e 3 h=3
      Mais de 3 h =4

      Posteriormente, no campo Value Label, tem de descriminar cada uma das respostas e os valores que assumem.

      Reply
      1. Bruna

        Um tenho um caso bem parecido com esse, mas queria saber se ao responder não, teria como pular a pergunta seguinte, porque não sei se deixo em braco ou se acrescento na segunda pergunta uma resposta de que não pratica.

        Reply
      2. Andressa

        Tenho que transformar todas as variáveis que eu tenho assim em números
        (0,1) para 2 classes diferentes
        (1,2,3,4,5…) para classes que aumentam intensidade

        Tenho sempre que transformar ou posso deixar em texto como estavam inicialmente ?

        Reply
          1. Andressa

            No caso que a pessoa pediu anteriormente vc respondeu o seguinte:

            “”””””””””””””””””””””””””””””””
            Quando a resposta é Sim digita 1; quando a resposta é Não digita 0

            Se Pratica, qual é o tempo diário?
            Quando a resposta é 30 min digita 1
            Quando a resposta é Entre 1 h e 2 h =2
            Entre 2 h e 3 h=3
            Mais de 3 h =4
            “””””””””””””””””””””””””””””””””””””

            A minha dúvida é: eu sempre tenho que modificar seguindo essas regras, ou poderia simplesmente deixar os dados de forma textual?

            Estou fazendo regressão logística e gostaria de saber sobre o formato dos dados, a codificação exata para o SPSS.
            E se for categórico com mais de 2 opções (ex: Casa, escola, trabalho)? Também preciso alterar para numérico?

            Desde já agradeço sua atenção Teresa.

          2. Teresa Post author

            Andressa, não sei como se consegue trabalhar os dados se estiver em formato textual. Acho que é impossível. Portanto, sim, tem sempre de transformar as variáveis “string” em variáveis numéricas. A regressão logística é uma análise com muitas possibilidades, depende da variável dependente. Caso a variável dependente seja escalar vai ter de alterar todas as variáveis nominais (terão de ser sempre “0” e “1”) assim como as vaiáveis ordinais (isto dá um pouco mais de trabalho e é complicado de estar aqui a explicar).

          3. Andressa

            Minha variável dependente tem 2 opções (participante e espectador) e deixei de forma textual mesmo

            Eu alterei as variaveis que tinham 2 opções para 0 e 1 e também as ordinais.
            Porém tenho outras variáveis agora que são nominais, tem mais de 2 opções e não é ordinal (ex: local de estudo= Casa, escola, trabalho).
            Essas também devo alterar para numérico? Sendo que não possuem ordem.

  9. Inês

    Tenho uma variável medida, em alguns casos, numa escala ordinal de 4 níveis (Insuficiente, Suficiente, Bom e Muito bom) e noutros medida numa escala de 5 níveis (Insuficiente, Suficiente, Bom, Muito bom e Excelente).

    Preciso comparar as medições da variável em diferentes amostras, mas, como disse, às vezes está medida em 4 níveis e noutros em 5.

    Como posso fazer para converter para a mesma escala de medida?

    Reply
    1. Teresa Post author

      Em princípio o que vai comparar é o valor médio. Como tal não faz diferença se a medida tem 4 ou 5 pontos

      Reply
      1. Inês

        Obrigada pela ajuda, mas em alguns casos o valor médio será de 4,x e noutros o máximo é de 4, por isso, sem alterar a escala, não poderei comparar os dois valores (o de 4,x será sempre superior ao de 4, embora isso não seja obrigatoriamente verdade, já que o 4 na escala de 0-4, pode ou não equivaler a um 5). Correto?

        Reply
        1. Teresa Post author

          A única hipótese será inserindo a categoria ‘excelente’ nas variáveis com 4 categorias de resposta.

          Reply
  10. Linda Alexandre

    Como é que eu faço uma tabela de frequências com as seguintas variaveis: sexo e se é fumador ou não ?
    para saber quantas pessoas são fumadoras e de que sexo são e vice versa

    Reply
    1. Teresa Post author

      Escolhe Analyze-Tables-Custom tables.
      Arrasta a variável sexo para Collums e a variável fumador para Rows.

      Reply
      1. Domingas

        Teresa, antes de tudo quero lhe dar os meus parabéns por ter posto este site à disposição do público. Está me ajudar muito o vosso trabalho.
        Posto isto, estou a pedir ajuda para calcular, dentro de um grupo de fumadores (total) quantos são mulheres e quanto são homens.
        Já tentei seguir a explicação acima mas quando clico em Analisar – Tabela – tabelas personalizadas, abre uma caixa que diz: definir propriedades da variável. Como faço? Obrigada

        Reply
    1. Teresa Post author

      Escala Lickert pode ser considerada uma medida escalar ou ordinal. Esta escolha tem de ser feita por si, nãoé assumnido. Qualquer uma delas se assume tipo numérico.

      Reply
  11. Lorena

    Tenho uma planilha com várias variáveis categóricas e quantitativas, e para algumas delas o valor é desconhecido. Existe algo que eu possa colocar no lugar para que ela não seja computada na análise? (para que a análise seja realizada somente com o que tenho de dados completos). Tanto no caso de ser qualitativa quanto de ser quantitativa. Obrigada!

    Reply
    1. Teresa Post author

      Na base de dados, no variable view, tem um campo específico para os missing values. Normalmente classifica-se com um 9.

      Reply
  12. ana roque

    Boa tarde

    Se me puder ajudar com a pergunta: Em que concelho vive? E é a pessoa que escreve, que tipo de variável é? Nominal?
    Muito Obrigada

    Reply
  13. Simão

    Estou com um problema, num questionario com respostas de escala tipo likert. Tenho também uma variável para o sexo (Fem ou Masc), defini o valor 1 para feminino e o valor 2 para masculino. Tenho 36 Fem e 34 Masc, no entanto como defini o valor 2 para os masc está-me a aparecer que são 68 masculinos. Alguém sabe qual é o meu erro? É que isto está a condicionar todos os resultados como médias etc

    Reply
    1. Teresa Post author

      Tem de conferir que introduziu o valor 1 para cada uma das mulheres da amostra.
      Depois tem de confirmar se a variável está bem definida quanto ao tipo/type

      Reply
  14. Maria

    Bom dia,
    a minha duvida é a seguinte:
    a variável que tenho é a estatura (escala portanto), mas em 3 casos o spss não me esta a assumir o valor, e em todos os outros assume.
    Qual é o problema?
    Obrigada

    Reply
  15. LET

    OLÁ. PRECISO URGENTEMENTE D SUA AJUDA… JÁ TENHO CRIADA A MINHA BASE DE DADOS MAS AO FAZER A ANÁLISE ENCONTRO MUITAS DIFICULDADES E PROBLEMAS… AO ANALISAR A FREQUÊNCIA NA VARIÁVEL IDADE, OS VALORES DA MÉDIA, MÍNIMO, MÁXIMO, DESVIO PADRÃO, MEDIANA ESTÃO ERRADOS… POR EXEMPLO A IDADE MÁXIMA ESTÁ A DAR 1 E A MÍNIMA 51, QUANDO NA VERDADE A MÍNIMA NO MEU ESTUDO SÃO 18ANOS E A MÁXIMA 62 ANOS… O QUE FAÇO? HELLLLLLLLP

    Reply
  16. Mariana Ferreira

    Boa tarde,

    Tenho um questionário exactamente do mesmo género, estou a tentar calcular o Apha de Cronbach, mas o valor que obtenho é quase 0. De que forma posso aumentá-lo? Será que se deve ao facto de o questionário ter variáveis de 1 a 2 e outras de 1 a 6?

    Obrigada

    Reply
    1. Teresa Post author

      O Alpha de Cronbach varia entre zero e 1. Normalmente pretendemos saber o valor do Alpha para uma medida e não para o questionário inteiro. Ou seja, se tem uma medida de qualidade ou de ansiedade é natural que pretenda saber o valor do Alpha.

      Reply
  17. Joao

    Bom dia pelo site pois a informacao prestada e excelente!

    Peco ajuda relativamente a uma questao que se prende com o seguinte: estou a criar uma base de dados na qual tenho varias entradas por sujeito. Ou seja, a informacao e referente aos dados que constam em fichas clinicas de um gabinete de atendimento de um clube desportivo. Ja categorizei as variaveis que quero introduzir na bd, no entanto quando o mesmo sujeito se dirige varias vezes ao gabinete de atendimento durante uma epoca desportiva, como devo introduzir essa informacao? Sera correto uma linha por cada visita para o mesmo sujeito? Uma vez que os motivos no que respeita a causa como por exemplo o tipo de lesao que motiva a visita sao diferentes?
    Obrigado

    Reply
    1. Teresa Post author

      Tudo depende do objectivo do seu estudo. Se pretender saber apenas que tipo de “queixa” existe em cada atendimento, o foco é no atendimento em si e não no sujeito. Ou seja, o objectivo do seu trabalho é analisar o tipo de queixa. Assim cada linha vai corresponder a cada atendimento.

      Por outro lado, se pretende saber o tipo de “queixa” que o sujeito apresentou ao longo da recolha de dados, o seu foco é no sujeito e terá de ter uma linha para cada sujeito. Neste caso tem de ter as variáveis numeradas. Por ex. atendimento1, queixa1, atendimento2, queixa2…etc

      Reply
  18. Ana Santos

    Viva!
    Gostava de saber se há relação entre a resposta a uma tarefa e a idade, mas só tenho 3 idades diferentes: 4, 5 e 6 anos (crianças) e queria saber se há relação para cada uma delas. A resposta à tarefa é uma variável nominal. Como posso fazer?
    Obrigada!

    Reply
    1. Teresa Post author

      Pode analisar se existem diferenças nas médias da idade nas 2 categorias da tarefa. Teste t de Student, por exemplo. Ou a alternativa não-paranétrica Mann-Whitney.

      Reply
  19. Cátia

    Tenho uma dúvida. Eu tenho no meu inquérito a seguinte questão: Faça corresponder, de acordo com a realidade da empresa, que benefícios são aplicados à Direção:
    Opções:
    Seguro de saúde
    Complemento do subsídio de doença
    Plano médico
    Check up
    ….

    E dou a opção de escolher quantas quiserem.

    Ou seja tenho que criar variáveis para todas as opções, mesmo que elas sejam umas 20 e pouco?

    Reply
    1. Teresa Post author

      Primeiro tem de selecionar apenas as pessoas com idade igual ou maior que 20 anos.
      No Menu escolhe DATA – SELECT CASES – SELECT (if condition is satisfied) e carrega em IF.
      Abre uma nova janela, escolhe a variável idade para a caixa da direita e carrega no símbolo >= e escolhe o valor 20 (no teclado da caixa). CONTINUE e OK.

      De seguida vai fazer o CROSSTABS.
      No Menu escolhe ANALYZE – DESCRIPTIVE STATISTICS – CROSSTABS. Abre-se uma nova janela onde vai escolher a variável SEXO para a janela COLUMNS e as variáveis peso e altura para a janela ROW.

      Reply
  20. FERNANDO

    Olá, estou montando uma base de dados e cheguei num problema. Tenho perguntas que pede para que o respondente classifique sua preferência em ordem. Exemplo: preferências por tipos de carne. Dou as alternativas (costela, picanha, alcatra, etc) e ele deve classificar, por exemplo 1º costela, 2ºalcatra, … Consigo tabular isso no SPSS? Saber quantas vezes a picanha apareceu em primeiro, quantas vezes em segundo etc.?
    Obrigado

    Reply
    1. Teresa Post author

      Para cada tipo de carne é uma pergunta. E cada pergunta pode assumir valores de preferência. Ou seja, 1 para a 1ª preferência, 2 para a 2ª preferência, etc.

      Reply
  21. Teresa Post author

    Se cada pergunta é uma variável, cada uma delas é de escala. Porque a possibilidade de resposta a cada uma delas é um valor numérico que pode ir de 0 a infinito.
    Caso a possibilidade de resposta às perguntas tenha categorias de resposta, serão variáveis ordinais. Por exemplo, as categorias 1- 0 a 1 pessoa; 2- 2 a 5 pessoas; etc.

    Reply
  22. Joaquim

    Boa noite!

    Tenho uma variável categórica chamada UNIDADE_FEDERATIVA. Esta variável recebe 1 para SP, 2 para RJ, 3 para BH e assim por diante. Posso utilizar esta variável desta forma para rodar um k-means? Qual seria a melhor forma de trabalhar com esta variável? Transformar em varias variáveis dummy, tipo UNIDADE_FEDERATIVA_SP recebe 1 ou 0, UNIDADE_FEDERATIVA_RJ recebe 1 ou 0, UNIDADE_FEDERATIVA_BH recebe 1 ou 0 e assim por diante?

    Obrigado!

    Reply
  23. rafael

    Boa tarde!!!
    fiz um questionário de pesquisa utilizando uma escala likert de cinco pontos, minha escala tem 7
    dimensões, encontrei a media de cada dimensão. posso colocar os valores de cada média sobre a escala e comparar elas???

    Reply
    1. Teresa Post author

      Quando calcula as dimensões são criadas novas variáveis que depois pode usar em comparações, em correlações, etc.

      Reply
  24. Andreia Gaspar

    Boa Noite,

    Estou com uma duvida, tenho um caso que a escala e divida por dimensoes e gostaria de colocar por exemplo para a autonomia é um item 1, 4 5 em spss mas nao estou a ver a onde posso fazer isso podem por favor ajudar me?

    Obrigada

    Reply
  25. Sandra Santos

    Boa Tarde.
    Sou nova nesta matéria e tenho dúvidas.
    Estou a dar o Módulo ACM – Análise de Correspondências Múltiplas.
    Tenho um trabalho para fazer onde a primeira questão é – Determine o número de dimensões a reter… Como calculo? Eu sei que n é o número total de objectos em análise por exemplo 177 e que p é o numero total de categorias… como não estou a conseguir determinar a quantidade não consigo verificar as categorias… não consigo chegar ao total.
    -rmax=min{n-1;p-max(m1;1)}

    Obrigada

    Reply
    1. Teresa Post author

      Pode utilizar a análise de clusters, escolhendo no menu ANALYZE- CLASSIFY-HIERARCHICAL CLUSTER. Esta análise permite encontrar casos com características semelhantes.
      Pode também usar a análise factorial, escolhendo no menu ANALYZE- DIMENSION REDUCTION-FACTOR. Esta análise permite encontrar as dimensões latentes num grupo de questões dum questionário.

      Reply
  26. Nuno Rosas Vieira

    Tenho uma duvida queria realizar uma associação entre a variável Idade ( definida em intervalos) e a Variável Cansaço Físico após o turno de trabalho, sendo a escala de resposta para esta variável de sim/não.
    Fico a aguardar a vossa ajuda.
    Cumprimentos

    Reply
    1. Teresa Post author

      Pode tentar aplicar o teste do Qui-quadrado. Atenção ao número de células vazias porque podem inviabilizar o resultado.
      Caso o SPSS chame a atenção para esta questão, pode analisar a associação retirando uma classe de idade ou reformulando os dados.

      Reply
  27. Luís

    Muito boa tarde Teresa.

    Estou a fazer um estudo das classificações finais do ensino secundário com uma amostra de 1600 alunos. As variáveis independentes são o género e ano lectivo, e as dependentes são as notas das disciplinas (0 a 20 valores), e como tal seleccionei o tipo de variável “escala”.

    Neste tipo de casos, torna-se necessário criar categorias para posteriormente poder aplicar os testes?

    Grato pela atenção

    Reply
  28. RG

    Boa tarde, tenho actualmente uma base de dados criada, da qual já extraí tabelas de frequência. Para muitas das perguntas foi utilizada uma escala:
    Muito insatisfeito
    insatisfeito
    satisfeito
    muito satisfeito
    sem opinião

    Neste momento ao extrair tabelas o SPSS não está a mostrar todas as frequências de resposta, ou seja, no caso de existir N = 0 em determinada opção, a tabela não está a mostrar essa situação. Como resolver esta questão? Agradeço a sua resposta, dada a urgência da resolução do problema.

    Muito obrigada.

    Reply
  29. Ana Claudia

    Olá. Gostaria de saber como mudar a classificação de todas as variáveis de uma só vez. Estou com um banco de dados em que todas são ordinais (100 variáveis) e não quero fazer uma a uma. Existe uma forma, tal como no Excel, de selecionar e mudar todas de uma vez naquela coluna? Grata, ana

    Reply
    1. Teresa Post author

      Para uma variável escrever o seguinte comando no ficheiro syntax:
      VARIABLE LEVEL nomedavariável (ordinal).

      Se quiser mudar uma série de variáveis seguidas:
      VARIABLE LEVEL nomedavariável to nomedavariável (ordinal).

      Para várias variáveis não seguidas:
      VARIABLE LEVEL nomedavariável nomedavariável (scale).

      Aspectos a ter em atenção: copiar o comando exactamente como está porque diferenças nos espaços ou pontos finais não permitem executar o comando.

      Reply
  30. Marcelo

    Bom dia, tenho UMA variável quantitativa, referente aos municípios do Estado do Rio de Janeiro, e preciso agrupa -las com o objetivo de distribui-la espacialmente em um mapa. Gostaria que os municípios similares ficassem no mesmo grupo. Como posso fazer isso? Posso classificar por CLUSTER HIERÁRQUICO? Se posso, qual método utilizar?

    Reply
    1. Teresa Post author

      O que quer dizer com municípios similares?
      Se pretende agrupar os valores da variável quantitativa de vários municípios no estado a que pertencem, terá de definir quais os municípios que compõem cada estado.
      Ou se pretende agrupar os municípios em regiões, também terá de definir a que região pertence cada estado.

      Reply
  31. Rita Cruz

    Boa tarde,
    qual o procedimento para distinguir respostas num questionário de residentes e não residentes indicando as três atividades que os respondentes mais costumam praticar. (indicando a resposta em %)

    Obrigada!

    Reply
  32. Filipa

    Para saber os valores em percentagem do principal motivo de uma viagem relativamente apenas aos visitantes do dia qual o procedimento a fazer?

    Reply
  33. Muchacha

    Boa tarde,
    os exemplos cor dos olhos, peso, altura, classe social, número de filhos pertence a que variável e escala de medida?
    Obrigada

    Reply
  34. Danielle

    Olá! Tenho uma base de dados pronta, porém aparecem variáveis do tipo sequencia e não estou conseguindo trabalhar com as mesmas na análise fatorial? Como poderia resolver esse problema?

    Desde já, obrigada!

    Reply
    1. Teresa Post author

      Presumo que as variáveis tipo sequência sejam ordinais. Existem variáveis ordinais em escala de Lickert, que no SPSS são variáveis de escala. Se assim for, altere o tipo ordinal para scale.
      As variáveis ordinais também podem ser qualitativas, por exemplo o grau académico. Neste caso não podem ser consideradas para a análise factorial.

      Reply
  35. Sanematsu

    Teresa, bom dia!
    Tenho uma dúvida…

    Sua formação (ENFERMAGEM):
    1-Auxiliar
    2-Técnico
    3-Enfermeiro
    4-Outros

    É nominal? É ordinal por ser formação? Se ordinal, como fica o número 4-Outros?

    Obrigado!

    Reply
  36. Nuno Missouri

    Tereza, bom dia, parabéns pelo site!
    Uma dúvida: Respostas como as que seguem, devo enquadrar como nominal ou ordinal?
    1, Discordo totalmente
    2, Discordo muito
    3. Discordo pouco
    4. Concordo pouco
    5. Concordo muito
    6. Concordo totalmente

    Reply
    1. Teresa Post author

      Obrigada.
      As variáveis em escala de Lickert são ordinais mas também podem ser consideradas variáveis de escala.

      Reply
  37. Isabella

    Olá, eu tenho o SPSS e no meu banco de dados tenho algumas variáveis nominais e categóricas que preciso analisar separadamente (sexo, classe social, etc). Quando vou em dados para dividir em arquivos para separar em homem e mulher, classe A, B, C, D, E, não está dando certo. Como faço?

    Reply
    1. Teresa Post author

      Não entendo muito bem o que quer dizer com classe A,B,C,D,E uma vez que o sexo apenas terá 2 categorias de resposta: masculino e feminino.
      Pode pedir uma tabela com os dados que pretende, por sexo, pode usar Analyze-Tables e arrastar a variável sexo para a barra horizontal no topo (colunas) e as variáveis que pretende analisar arrasta para a barra lateral (linhas).

      Reply
  38. Daniella

    Olá. Por gentileza, me tira uma dúvida.
    Estou com um banco de dados e com dificuldade para identificar se é métrica de razão ou categorica ordinal.
    Descrição>>> Performace: Entrega no tempo previsto.
    0=sem resposta
    1=extremamente mal
    2=”2″
    3=”3″
    4=”4″
    5=”5″
    6=”6″
    7=”7″
    8=”8″
    9=”9″
    10=extremamente bem
    11=não sabe
    12=recusou-se
    13=não se aplica
    Qual seria classificaçãoda variável? Pq?

    Reply
    1. Teresa Post author

      Se considerar apenas as categorias de resposta entre 1 e 10 pode ser ordinal ou de escala.
      Se considerar todas as categorias de resposta, só pode ser considerada nominal.

      Reply
  39. Ne

    Olá
    Estou com duvidas em relação ao tipo de variável
    trata-se do tempo de diagnóstico e tive respostas abertas que vão desde meses a anos.
    Ex: 4 meses
    ex: 24 anos
    pode-me ajudar por favor?

    Reply
  40. Catarina

    Boa tarde Teresa,

    Tenho um dúvida em relação à classificação das variáveis como ordinais e nominais.

    Uma pergunta à qual as respostas possíveis são:
    1 – Cumpro
    2 – Cumpro parte
    3 – Não cumpro

    ou
    1 – Beneficiada
    2 – Prejudicada
    3 – Idêntica

    são variáveis ordinais ou nominais?

    Reply
    1. Teresa Post author

      Em qualquer uma existe uma ordem de grandeza, logo são ambas ordinais.
      Mas em termos das frequências, quer sejam nominais, quer ordinais, só consegue saber o N e a %.

      Reply
  41. Anderson

    Olá,

    Como faço para analisar uma variável com escala de Likert através da curva ROC? O que é a variável estado?

    Reply
    1. Teresa Post author

      Em Analyze-ROC curve. Serve para analisar a especificidade e a sensibilidade dum diagnóstico.
      A variável a testar é a variável escala que será o valor obtido por cada caso numa avaliação. Enquanto a state variable (variável estado) é a que nos permite definir o resultado da variável a testar. A variável em teste é a pontuação obtida por cada sujeito, por exemplo numa avaliação de demência e delírio. A variável estado foi definida por nós como 1.delírio e 2.demência, dependendo do valor obtido pelo sujeito na pontuação na variável teste.

      Reply
  42. Eduardo

    Bom dia Teresa,
    Eu tenho um banco de dados composto por questões de múltipla escolha em que somente uma alternativa está certa e possui peso.
    Duvida: Qual o modo adequado de inseri-lo no spss?

    Ex: Suponha que você tenha R$ 100,00 em uma conta poupança a uma taxa de juros de 10% ao ano. Depois de 5 anos, qual o valor que você terá na poupança?
    a) ( X ) Mais do que R$ 150,00 -> “resposta correta com peso 2”
    b) ( ) Exatamente R$ 150,00
    c) ( ) Menos do que R$ 150,00
    d) ( ) Não sei

    Reply
  43. Inês

    Bom dia,

    Tenho duas dúvidas se me puderem esclarecer.

    Tenho algumas variáveis com recurso à escala de likert com 7 pontos (1-discordo totalmente a 7-concordo totalmente) é correto defini-las como ordinais ou de escala?

    Depois tenho duas questões que se referem à “frequência de utilização ” e “tempo de utilização” de uma rede social. Sendo que da primeira as possíveis respostas são: “todos os dias”, “2/3 vezes por semana”, “1 vez por semana” etc. e da segunda “há menos de 1 ano”, “entre 1 a 3 anos” e “entre 3 a 6 anos”. Posso considerá-las variáveis ordinais?

    Obrigada

    Reply
    1. Teresa Post author

      Esta é uma grande questão em estatística já que muitos tomam posições opostas. No entanto, dependendo do parecer dum orientador, um item em escala tipo Lickert tanto pode ser considerado como uma variável de escala como uma variável ordinal.

      Tempo de utilização e frequência de utilização são ordinais.

      Reply
  44. Ana

    Boa noite,
    Muito obrigada por este site e por todos os comentários. Aprendemos sempre com as dúvidas dos outros.

    Precisava de ajuda para duas dúvidas que tenho relativas a um trabalho de estatística.
    1. Uma das questões do questionário é “Indique 3 adjetivos que classifique o que pensa sobre …”
    Depois existem 3 espaços indicando uma ordem de preferência. É suposto que as pessoas escrevam os tais adjetivos. Assim, devo construir 3 variáveis? Sendo a primeira Adjetivo 1 , Tipo “Sequência de caracteres” e medida ordinal e por aí adiante?

    2. Várias questões correspondem a uma escala de -3 (nada) a 3 (muito) ou de 0 (extremamente infeliz) a 10 (extremamente feliz). Mas não tem disponíveis os vários valores da escala para que eu possa discriminar nos valores. Como devo codificar esta variável? Penso que é uma variável contínua/métrica, certo? Mas como indico o seu grau de medida?

    Muito obrigada!

    Reply
    1. Teresa Post author

      Obrigada.
      1-Está correcta a forma como propõe
      2-Quando carregar os dados, coloca os valores das respostas (-3; -2; -1,…3). O mesmo para a escala feliz (0;1;2;…10). Em values/valores descrimina cada valor (ex.value=-3; label=nada) e na measure escolhe a medida ordinal.

      Espero ter esclarecido a sua dúvida.

      Reply
      1. Ana

        Olá Teresa,

        Muito obrigada pela sua resposta!
        Quanto à questão 2, reside uma dúvida. Na folha do questionário só tenho label para as extremidades em que o 0 é extremament infeliz e 10 extremamente feliz. Que label devo colocar para os 9 números no meio?

        Muito muito obrigada!!

        Reply
        1. Teresa Post author

          Não precisa colocar nada nos labels, apenas nas categorias dos extremos. Se foi construída dessa forma é porque o autor apenas pretende analisar os valores médios e o desvio padrão da variável. E, assim, não importa saber informação para cada uma das categorias

          Reply
          1. Teresa Post author

            Obrigada.
            Também fico muito satisfeita em saber que a informação aqui disponibilizada é da satisfação dos leitores.

  45. Marcela

    Olá, como faço para colocar mais de uma opção para cada variavel.

    Tipo:
    variavel – comorbidades
    1 = diabetes
    2 = hipertensao
    3 = insuficiencia renal

    e nos meus dados, tenho pacientes que apresentam mais uma comorbidade, entao teria que colocar mais de um numero pra ele, como fazer isso?

    Reply
  46. Joana

    Olá, boa noite!

    Tenho uma variável que mede a frequência de utilização de um serviço, dividida em 3 categorias: pouco uso, uso médio e uso regular; e outra que mede a aceitação do uso do serviço por outros, cuja resposta é sim/não.
    Quero saber a relação entre o uso do serviço e a aceitação, porque a minha hipótese é que o uso regualar do serviço aumenta a aceitação do uso por outros. Como é que faço isto? Tenho de criar uma variável para cada categoria e depois analisar cada uma contra a aceitação? Uma correlação biserial?
    Obrigada pelo seu tempo!

    Reply
    1. Teresa Post author

      Pode começar por utilizar o teste do qui-quadrado. Atenção à percentagem de casos em cada célula e às chamadas de atenção junto à tabela do output.
      Pode também utilizar o teste de Fisher.

      Reply
      1. Joana

        Obrigada pela sua resposta. É, sem sobra de dúvida, um site muito informativo! Bom trabalho!
        No meu caso, a minha amostra é muito reduzida (n=20), e o qui-quadrado diz-me que 83% das células têm um efectivo menor que 5. Já o teste de Fisher, depois de pesquisar um pouco percebi que não aparece na minha análise porque uma das variáveis não é dicotómica, é ordinal com três categorias (corrija-me se estiver completamente errada, por favor!)
        Alguma sugestão do que possa fazer?

        Muito obrigada, e boa noite.

        Reply
  47. Val

    Boa noite. Peço sua ajuda para tentar resolver esta questão no SPSS – tenho duas variáveis : uma de atividade física em 2011 e outra de atividade física em 2015. Para ativos atribui “1”, para inativos atribui “2”. Quero comparar se melhoraram ou não de 2011 para 2015, como faço?

    Reply
  48. andré margalho

    Boa tarde,

    Será que me podia tirar uma dúvida, imagine que num inquérito estou a perguntar se o indivíduo tem confiança na Assembleia da Républica? O respondente tem de responder dentro de uma escala de 0 ( Nenhuma confiança ) a 10 ( Total confiança ), no entanto só por cima dos valores 0 e 10 é que aparece discriminação desses valores e nos seguintes números não. Esta variável considera-se quantitativa ou não? Se sim porquê? Obrigado

    Reply
    1. Teresa Post author

      É uma variável quantitativa porque apresenta-se numa escala de números.
      Veja os artigos: e

      Não importa se a discriminação existe ou não.

      Reply
  49. Ana Castro

    Boa noite. Antes demais obrigada pelo apoio prestado!
    Eu encontro-me a fazer um estudo comparativo entre um grupo de controlo e clínico, sendo que este último é população toxicodependente. Pretendo estudar o efeito mediador da impulsividade na relação entre tomada de decisão de risco e toxicodependencia. Por este motivo a toxicodependência é o resultado e, por isso, a minha VD. Contudo, no grupo clínico as respostas à VD são sempre “sim” que equivale ao valor 1, sendo que no grupo de controlo as respostas são “não” que equivalem ao valor 0. A minha questão é: quando corro a regressão múltipla as análises ao grupo clínico não se realizam porque a VD é constante, (é sempre 1 “sim”). Como posso resolver este problema para conseguir analisar a mediação? Obrigada.

    Reply
    1. Teresa Post author

      Se estiver apenas a correr a regressão em cada grupo isoladamente, talvez seja melhor correr no total da amostra.

      Reply
  50. Ângelo Moura

    Boa tarde, gostaria de saber com urgência, como fazer para colocar no spss: Relação com os familiares de 0-10. Como terão que ser colocadas estas variáveis no spss?
    E outra pergunta: No caso de respostas abertas, como por exemplo: Já sofreu de alguma perturbação mental?
    Em caso afirmativo, qual perturbação? Como coloco tudo isto?

    Muito obrigado!

    Reply
    1. Teresa Post author

      No caso das respostas aberta a variável será de tipo string (definido em Type). Posteriormente terá de fazer a recodificação automática.
      Para a variável “relação com os familiares”, se for uma escala tipo Lickert coloca os valores respectivos e define as categorias de resposta em “Values”

      Reply
  51. Sara Cunha

    boa noite.
    no caso de ter posto resposta aberta para anos de escolaridade e para os rendimentos será escala ou ordinal?

    Reply
  52. Carlos

    ola boa tarde, estou a fazer um estudo sobre satisfação profissional, mas do conjunto de questões a satisfação divide-se em 9 dimensões, como faço pra avaliar a satisfação global dos 110 funcionários e como faço pra avaliar a satisfação de cada dimensão para cada funcionário ou grupo de funcionários?
    obrigado

    Reply
    1. Teresa Post author

      Tem de somar o valor de cada item para cada dimensão. Depois é só somar as variáveis de cada dimensão e obtém o total.

      Reply
    1. Teresa Post author

      Depende da forma como estiver definida.
      Se permitir números de zero ao infinito então é variável de escala.
      Se estiver organizada em grupos é ordinal. Por exemplo: entre 1 ano e 10 anos; entre 11 anos e 20 anos, etc

      Reply
      1. João Carlos Maia Falcão

        Olá, bom dia. Então se eu quiser fazer um teste de correlação entre a variável de tempo organizada em grupos e outra variável quantitativa que teste devo usar? O de Pearson ou de Spearman? É que eu tenho este tipo de dúvida em relação a um trabalho que estou a fazer. Classifiquei as idades em classes (eg 21-25; 26-30; 31-35; 36-40; 41-50; 51-60 e +60) e gostaria de a relacionar com uma variável quantitativa (resultante de uma análise factorial). Estou na dúvida que teste devo usar. Podem ajudar-me por favor? Muito Obrigado.

        Reply
        1. Teresa Post author

          O coeficiente de correlação de Pearson só é usado com variáveis de escala.
          Algumas variáveis podem ser consideradas de escala ou ordinais. É o caso de variáveis com formato de resposta em escala de Lickert.
          A classe etária é uma variável ordinal e, como tal, não pode aplicado o coeficiente de corrl. de Pearson mas sim o de Spearman.

          Reply
  53. Helder Maikon Rodrigues Pires

    Olá!
    Estou fazer um estudos com dados de pesca artesanal nas ilhas de Cabo Verde do ano 2004 à 2012. Estou com dúvida em como classificar as variáveis ilhas e ano. Será que me poderia ajudar?

    Reply
  54. André

    Olá
    Nunca trabalhei com variáveis em escala Likert, mas tenho um artigo para elaborar e as variáveis explicativas (independentes) são tanto quantitativas, dummies e decorrentes de escala Likert (por exemplo, qual sua faixa de renda – diversas faixas; tipo de escola que estudou – diversas opções para assinalar, etc).
    Nesse caso, para inserir essas variáveis de escala no modelo de regressão múltipla, o que devo fazer? Como “atribuo valores” a essas variáveis? Desculpe se a pergunta é básica, mas nunca trabalhei com isso e não faço a menor ideia.

    Obrigado!

    Reply
  55. Diogo

    Olá Teresa, estamos analisando relações entre HDL e nível de atividade física. Em ambos os casos os dados são quantitativos e para classificação eles se tornam ordinais (HDL: baixo, aceitável e desejável) e Nível de atividade física pelo IPAQ (sedentário, irregularmente ativo , ativo e muito ativo). Seria mais correto utilizar o teste qui-quadrado para verificar associação entre as variáveis usando como base as classificações ordinais ou buscar uma correlação utilizando os valores quantitativos?

    Reply
    1. Teresa Post author

      Pode aplicar o coeficiente de correlação de Spearman para dados não paramétricos, pois ambas são ordinais.

      Reply
  56. Daniela Marques

    Boa tarde,

    Estou a testar um caso em que preciso de analisar se o consumo de água (variável de escala) depende do género (variável nominal). Qual o teste que poderei utilizar?

    Muito obrigada!

    Reply

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *